Não a Testes em Animais

A KIKO não realiza ou encomenda a realização de testes em animais, de acordo com as leis europeias nessa matéria.

Esta garantia não só inclui produtos finais, mas também as matérias-primas de última geração, testados a partir de 2004. De facto, a legislação europeia sobre os cosméticos proibiu, desde 2004, a realização de testes de produtos finais em animais, uma prática interrompida pela indústria cosmética 15 anos antes de a lei ter entrado em vigor. Uma proibição, válida em todos os territórios da UE, não só na venda de formulações cosméticas finais que tenham sido sujeitas a testes em animais mas também em produtos que contenham ingredientes testados em animais fora da Comunidade Europeia, que entrou em vigor a 11 de Março de 2009.

Em Março de 2013, entrou em vigor uma proibição da venda de produtos de cosmética que contenham ingredientes testados em ensaios de toxicidade específica (toxicidade por utilização repetida, toxicidade para a reprodução e toxicocinética) em substâncias a utilizar para fins cosméticos.

A KIKO está empenhada no progresso dos cosméticos em Itália e na Europa através da pesquisa de testes alternativos aos testes toxicológicos em animais que protejam a segurança dos consumidores.

Top
Fechar